21/01/21

Sofia Sobral Ramos – desafio 232

Não se pode tolerar tal esquecimento! Neste confinamento, não é o livro um complemento? Vão reler essas determinações! Porquê esta intolerância à cultura? Deixem viver a leitura! O vírus acelera de tal forma que atropela vidas, relações, mas também tem turvado alguns, com um olhar lerdo e desorientado. Orientem-se! A leitura é um resquício de liberdade. É palerma aquele que tal não vê! Não derrubem as estantes, antes ergam galerias de saber. Livros, façam-se ouvir, façam-se valer!

Sofia Sobral Ramos, 43 anos, Coimbra

Desafio nº 232 – 8 vezes LER