11/07/21

Fernanda Malhão – desafio 247

Hoje acordei tão aconchegada, sonhei com o meu avô. Tive uma imensa vontade de ir buscar a última carta que me escreveu, guardo-a como um tesouro valioso. Cada vez que eu leio aquelas palavras escritas com sua caligrafia já idosa e frágil, sinto-me mais perto dele, ficaram ali registadas palavras repletas de amor e sabedoria. Os seus ensinamentos são até hoje um pilar para toda a família. O que fazemos hoje pode deixar mesmo marcas nas pessoas!

Fernanda Malhão, 45 anos, Gondomar

Desafio nº 247 – palavra mágica