22 maio 2016

Natália

Era uma vez um comboio chamado Nicolas, tinha 150 anos e ele fazia todos os dias a mesma viagem: Coimbra – Salamanca de ida e volta. Um dia uma jovem rapariga apanhou o comboio de ida Coimbra – Salamanca e no fim da viagem ela perdeu um caderno onde ela escrevia os seus poemas. Nicolas encontrou o caderno e leu os belos poemas de Natália. Então, Nicolas procurou e procurou a jovem rapariga…  mas não nunca encontrou a Natália.

Ignacio Fernández González, 20 anos, Salamanca, prof Paula Pessanha Isidoro

Desafio Escritiva nº 5 – cruzar comboios

Sem comentários:

Enviar um comentário