27 setembro 2016

O reencontro

E no dia 3 do 5, exactamente 7 anos depois, voltámos a encontrar-nos. Estavas com os teus primos, passaste por mim sem me reconhecer. 
Estou assim tão mudado?!
Pensei chamar-te, mas desisti, tal como naquela altura, desisti de entregar-te a carta que escrevi, contando o que sentia por ti.
Tive medo que me ignorasses, que o meu amor fosse uma anedota para ti.
Medos de adolescente.   
E agora já adulto, que me impede? Nada, ou talvez tudo.
Carla Silva, 42 anos, Barbacena, Elvas

Desafio RS nº 41 – números primos e… primos

Sem comentários:

Enviar um comentário