02 dezembro 2016

Turbilhão de paixão

Nada mais fácil   do que sair de órbita, apanhar “gambuzinos” em cumeadas de paixão, no meio do turbilhão desafiar a Lei da Gravidade envolta em gargalhadas, cair nos teus braços e roubar-te um beijo. Mas, no limiar desta felicidade, aparentemente infinita, confrontada com a verdade tropeço na tristeza do sol poente, mergulhada em saudade, resignada às lembranças de um bem que passou e à tímida promessa de que um dia voltarei a ser feliz, nada mais difícil!
Paula Maria Inverno, 48 anos, Torres Novas
Desafio RS nº 19 – começando em Nada mais fácil e terminando em Nada mais difícil

Sem comentários:

Enviar um comentário