04 fevereiro 2017

o dia seguinte

esperaram pelo sono para se mudarem para o dia seguinte
a noite estava a cair. ninguém acreditava. ninguém queria pensar. apenas as crianças, felizes ignorantes do perigo, conseguiram apanhar um sono rápido e reparador. o resto do grupo conhecia o
futuro, o temido dia seguinte, se calhar o último dia das suas miseráveis vidas. o cansaço era inevitável. enquanto esperaram pelo sono, certos do destino que os esperava, contra todo prognóstico, os últimos pensamentos foram lembranças dos momentos mais felizes das suas vidas. o dia seguinte chegou.
Jesús del Rey, 47 anos, Salamanca (Espanha)
Desafio nº 115 – frase de Valter Hugo Mãe

Sem comentários:

Enviar um comentário