16 fevereiro 2017

O mar dos meus olhos

É impressionante como a vida muda de um momento para o outro. Num momento, somos felizes e, de repente, caímos num abismo fundo e escuro. E eu tinha de ser forte, não podia deixar que vissem como estava destruída. Agora, só me resta a solidão da noite e a lua refletida no imenso mar dos meus olhos. Agora, só me resta adormecer nas memórias daqueles dias cinzentos e esperar que o dia seguinte não demore para chegar.
Joana Silva, 13 anos, Colégio Paulo VI, Gondomar, Profª Raquel Almeida Silva

Desafio nº 115 – frase de Valter Hugo Mãe

Sem comentários:

Enviar um comentário