08 março 2017

Paula Gomes – desafio nº 116

Mira o pobre do Zé Júlio 
Que má sina a sua vida leva
Sofrida e de grande prelúdio 
Nos seus largos ombros carrega


Para o seu malfadado lar
Lá na rua do Pior
Num décimo primeiro andar
Sem guarda nem elevador

Por um bando de ladrões
Agora foi assomado
Sem que ele os recebesse
Surgiram lá no seu mercado

Da loja e sem pagar 
Levaram a generalidade da mercadoria
Deixando um enorme desfalque
Na sua adorada mercearia.
Paula Gomes, 42 anos, Leiria

Desafio nº 116 – Zé Júlio sem T nem H

1 comentário: