14 setembro 2017

Susana Sofia Miranda Santos - desafio nº 114

Jesualdo era servente da construção civil. Como era o funcionário menos experiente, era escravizado pelos colegas, ostracizado pelo chefe, trabalhando exposto a condições climatéricas adversas.
Ele era psicólogo, mas nunca encontrara trabalho correspondente às habilitações e tinha que custear despesas pessoais. Assim, mesmo odiando aquele emprego, não tinha alternativa!
Mas, um dia, decidiu comprar um bilhete de lotaria e a sorte sorriu-lhe, ganhando o primeiro prémio.
Nunca mais iria trabalhar, viveria de férias eternamente!
O sofrimento enriquece.
Susana Sofia Miranda Santos, 38 anos, Porto
Desafio nº 114 ― trocar as voltas ao ditado popular


Sem comentários:

Enviar um comentário