19 junho 2018

Ferrugem ― desafio 133

Procurava um caminho por onde ir. Observava todos os sinais, sem ter muitas certezas, sentia-me inseguro, mas sabia que tinha de seguir. Fui em frente. O caminho era sinuoso, com tantas curvas não via o horizonte, mas caminhava. Exausto parei, sentei me na berma. De repente surgiu uma borboleta, fiquei encantado com a sua beleza. Inebriado fiquei estático, desequilibrei me e cai na estrada num monte de silvas. Senti dor. Comecei a sentir o meu corpo acordado.
Ferrugem, 45 anos, Porto
Desafio nº 133 ― cair nas silvas

Sem comentários:

Enviar um comentário