09/11/13

Existo em ti

No fundo dos teus olhos,
Ternos e doces
Semeio sons no vento
Tom sobre tom,
De silêncio em silêncio
Escrevo os versos soltos.
Posso ir longe,
E estou perto.
Sinto-te em mim.
Sem ti, sou medo
Contigo, sou eterno
Nos olhos do mundo.
Existo em ti…
Sou reflexo do toque
Dos teus dedos
Eu e tu perdidos num sonho.
E neste momento,
Simplesmente
O Sonho perdeu-se no silêncio
Perdeu-se o momento
Vê… sou luz…
Preciso de ti!

Susana Baltazar, Figueira da Foz, 37 anos

Desafio nº 37 – uma história sem usar a letra A

Sem comentários:

Publicar um comentário