28/05/15

Traição inocente

Joana estava em guerra desde aquela cena de ciúmes do marido. Vivia entrincheirada, esperando um cessar-fogo. Sentia-se inocente. Apenas cumprimentou com dois beijos o ex-namorado. 
Porém, para Marco era traição que transformava em violência.
Joana não podia aceitar tal situação. 
Um dia, saltou da trincheira, correu direita à praia. Mergulhou e nadou rumo a um novo destino. O apelido de casada ficou preso no arame farpado que atravessara para sair do palco de guerra.
Sentia-se agora livre!

Domingos Correia
, 57 anos, Amarante
Desafio nº 60 – apelido preso no arame farpado (frase obrigatória)


Sem comentários:

Publicar um comentário