01/07/15

Consertando o tempo

A maior Ruína do ser humano é pensar somente no amanhã.
Todavia, entra pelo Ralo quem vive só o dia de hoje.
Desequilíbrios, desajustes podem desencadear para além de meio Metro de confusões.
Depois, não adianta calçar a Peúga e se fazer de morto.
Doce feito o mel, dura feito a rapadura é a realidade.
Justiça seja feita: a vida pede delicadeza, mas exige outras competências.
Tal qual o artesão no ofício de consertar o tempo: Relojoeiro.

Renata Diniz, 39 anos - Itaúna/Brasil

Desafio RS nº 26 – 7 palavras impostas em 7 frases de 11 palavras