23/10/15

«Vou ser palhaço»

Desde pequeno sonhava ser palhaço. Ia com o Pai ao circo e ria até mais não poder! Um dia partiu. Apenas um bilhete: «Vou ser palhaço». O desgosto foi enorme, mas os anos foram passando e poucas notícias tiveram dele. A filha casou, vieram os netos. Arranjou coragem e levou-os ao circo. E deu consigo a rir, contagiado pelas gargalhadas deles. Quando o palhaço foi falar às crianças, bastou-lhe um olhar para reconhecer o seu próprio filho...

Isabel Lopo,69 anos, Alentejo

Desafio ESCRTV nº 1 – um momento de riso!

Sem comentários:

Publicar um comentário