27 fevereiro 2016

Tua partida

Incrédula, olhei o comboio ao longe. Restava-me esperar o próximo
Uns metros acima estavas tu, encolheste os ombros
– Parece-me que o perdemos – disseste sorrindo.
– Pois... – dei por resposta
Voltámos a encontrar-nos no bar e convidaste-me para um café enquanto esperávamos.
Dias depois percebi que te procurava por entre as pessoas da estação. Aqueles minutos diários tornaram-se especiais.
Mas um dia apanhaste outro comboio deixando-me sozinha na estação. Essa estação onde te conheci e agora te via partir.

Carla Silva, 42 anos, Barbacena, Elvas

Desafio Escritiva nº 5 – cruzar comboios

Sem comentários:

Enviar um comentário