09 março 2016

Palavras

«Palavras ocas, palavras frias que ninguém deseja.
Palavras sentidas, carinhosas, que não ficam perdidas, são desejadas e amadas.
Palavras que o vento não espalha quando têm dentro a razão.
Mas causa-me esta sensação de as perder sempre que te vejo. Fico sem palavras!
Palavras magoadas ninguém as quer, corroem e doem, muito, muito!
Traz para mim as palavras do teu coração, traz a imensidão do texto de amor, sim, por
favor!...»
Maria
(as palavras atrapalharam-se dentro dele)

Andrea Ramos, 39 anos, Torres Vedras

Desafio RS nº 13 – … palavras atrapalharam-se dentro…

Sem comentários:

Enviar um comentário