18 abril 2016

Medos

Ela some-se no monte, para
ler nas estrelas a sorte.
Pensa, tê-lo no coração.
Mas não. As estrela mentem,
crê compreendê-las, para não cometer 
os erros do passado e
emendar os do presente.
Amedrontada, estende-se na rede,
e tenta adormecer. 
Leonel repara nela, e tenta mostrar 
o comportamento do passado.
Transtornada por não tentar compreendê-lo.
Acorda lentamente do sono, e pensa,
estará perto o tempo do remorso?
Até da recompensa? Não sabe,
mas tem medo de perdê-lo.

Natalina Marques, 57 anos, Palmela

Desafio nº 8 – crise de letras; usar só A E O T R S P L M N D C

Sem comentários:

Enviar um comentário