31/10/17

Natalina Marques ― desafio 128

O retrato
Guardei o retrato na GAVETA, fiquei sem voz na GARGANTA mas o nascer do SOL, acalmou-me um pouco o AZEDUME, quando vi espelhado no RIO, um rosto triste. Senti ASFIXIA, e achando que era IDIOTICE, escolhi ver o caso ARQUIVADO.
Achava que tinha uma RÉSTIA de dignidade. Mas fiquei PASMADA, porque nada ainda tinha FINALIZADO.
Havia as recordações que FICARAM guardadas nesse retrato escondido.
Que me traz à memória, aquele momento, que foi breve, mas tão intenso.
Natalina Marques, 58 anos, Palmela
Desafio nº 128 – 12 palavras com 4 no meio


Sem comentários:

Publicar um comentário