22/01/18

Alicia Pérez Vicente ― escritiva 27

Eu acordei às nove da manhã e senti um cheiro mais do que familiar: chocolate quente. A minha mãe fazia sempre chocolate quente no dia dos Reis Magos e depois abríamos os presentes; essa era uma das minhas tradições preferidas. Mas esta manhã eu não me encontrava bem; eu senti uma forte dor de cabeça e eu caí da cama. Compreendi então, que tudo tinha sido un sonho e que não havia chocolate quente nem cheiro algum.
Alicia Pérez Vicente, 19 anos, Salamanca, USAL, prof Paula Isidoro
Escritiva nº 27 - cheiros


Sem comentários:

Publicar um comentário