30/01/18

Fátima Caletrio Karcha ― escritiva 27

“Poucas pessoas conhecem o cheiro da ‘henna’, um cheiro inexplicável que me produz nostalgia. É uma mistura de natureza e amor. Eu ponho henna no meu cabelo para dar cor e também nas minhas mãos em forma de tatuagem e durmo sempre com as mãos no nariz porque gosto desse cheiro.  Esse cheiro lembra-me principalmente a minha mãe e a sua cultura. Também tenho outro cheiro mágico, é o cheiro que fica no ambiente depois de chover.”
Fátima Caletrio Karcha, 19 anos, Salamanca, USAL, prof Paula Isidoro

Escritiva nº 27 - cheiros

Sem comentários:

Publicar um comentário