13/09/18

Elsa Alves ― desafio 149


Sentiu-se cair. Impossível travar a descida, pelo buraco escuro,  aos trambolhões, atrás do Coelho Branco. Gritou bem alto: "Mãe!" A porta abriu-se. Acendeu-se a luz. Sentou-se na cama, olhos abertos, espantados. A mãe acalmou-a. "Foi só um sonho. Já passou, filha." Olhou à volta. Era o seu quarto: a cama, o roupeiro, a estante com os seus queridos livros. Que alívio! Mas quando levantou o braço, na mão, apertadas entre os dedos, as luvas brancas do Coelho...
Elsa Alves, 70 anos, Vila Franca de Xira
Desafio nº 149 ― ficção e realidade

Sem comentários:

Publicar um comentário