12/09/18

Isabel Lopo ― desafio 149


A solidão fazia-a confundir-se com as personagens dos livros. À noite, o marido encontrava sempre uma Mulher diferente, porque se transfigurava noutras pessoas. Pensando que ela enlouquecera, cada vez chegava mais tarde. Uma noite, ao regressar, achou-a mudada. Bem vestida e penteada, recebia-o com um sorriso.Lembrou-se então da Mulher que um dia amara e quis abraçá-la. Ela afastou-o e estendendo-lhe uma folha disse: "Sou a advogada da sua Mulher. Por favor assine o papel do divórcio..."
Isabel Lopo, Lisboa
Desafio nº 149 ― ficção e realidade

Sem comentários:

Publicar um comentário