13/09/18

Theo De Bakkere ― desafio 149


A cartomante
Eu estava a gozar o sol na esplanada, quando fui interpelada por uma cigana:
- Ó meu amor, dá cá tua mão que leio-te a sina.
Ora a cartomante, versada em convencer pessoas, viu que fiquei indeciso e aproximava-se.
- Devias querer! Vejo nos teus olhos um obstáculo, mas também alguns desenvolvimentos favoráveis no teu futuro.
Curioso, estendi a mão e logo a realidade manifestou o vaticínio.
- Então, combinamos assim, se eu acertar a sua profissão, dás-me cinco euros.
Theo De Bakkere, 66 anos, Antuérpia, Bélgica
Desafio nº 149 ― ficção e realidade

Sem comentários:

Publicar um comentário