30/12/18

João Morales ― desafio 159

Cada ano termina com o próximo a esticar o braço e tocar o badalo a anunciar-se. Cada ano leva consigo uma parte do que trouxe e aproveita para rapinar algumas preciosidades e quinquilharias que vão, decididamente, sair de cena. O ano seguinte instala-se, arruma a casa ao seu gosto e começa o seu trabalho, convencido que será o Rei e Senhor do espaço que ocupa, profundo desconhecedor do seu destino e do esquecimento gradual que o espera.
João Morales, Lisboa
Desafio nº 159 – lutar por fazer a diferença

Sem comentários:

Publicar um comentário