30/12/18

Margarida Fonseca Santos ― desafio 159


Diziam-lhe que iria ser um ano diferente, o melhor, realizando os sonhos de todos. ― Alto! ― gritou, farto de tanta euforia. ― Que disparate! Estou farto disto!
Na Terra, nem um suspiro se ouvia.
― Não quero ser diferente, nem fantástico. A responsabilidade é nossa. Não entendem? Tudo farei para construir mais paz, mais esperança, mais vontade de agir onde é preciso. E vocês?
A multidão, agora serena, entendeu: havia uma missão a cumprir, todos os dias, todos os anos.
Margarida Fonseca Santos, 58 anos, Lisboa
Desafio nº 159 – lutar por fazer a diferença

Sem comentários:

Publicar um comentário