30/01/19

Ana Seixas Silva ― desafio 79

Às vezes sentia-se distante, como se – por qualquer razão – se ausentasse de si próprio.
Andava por andar, falava porque alguém o questionava, seguia porque tinha que ser.
Procurava o que todos procuramos: a felicidade. Desejava a aventura, a poesia e buscava o amor.
Tinha uma vida quase perfeita, casado com o seu amor do liceu, 2 filhos, casa, carro: quase felizes, num sempre muito pequeno. Afinal, o “felizes para sempre” era reservado, apenas, aos que ousavam arriscar.
Ana Seixas Silva, 45 anos, Nelas
Desafio nº 79 – quase felizes, num sempre muito pequeno

Sem comentários:

Publicar um comentário