12/01/19

Andreia Santos ― desafio 137


Ofereceu-lhe uma rosa branca
Suave, delicada, bela
Pura, cândida e singela
Tal como ela
Mas ela é mais de cravos vermelhos.
Pediu-lhe lume no Largo do Carmo
Mas, nas algibeiras, nem tabaco
Nem isqueiro
Ai, que anseio!
Faísca, clique!
Será?
Não desistiu
Voltou à carga
Ela enfrenta a vida sempre de frente
Não desiste
Insiste
Persiste
Ainda que ele fosse casmurro
Talvez burro
Por não entender que nem sempre é fácil
No entanto, é possível e plausível.
Andreia Santos, 34 anos, Póvoa de Santa Iria
Desafio nº 137 ― rosa, isqueiro, burro

Sem comentários:

Publicar um comentário