27/01/19

Maria do Céu Ferreira ― desafio 149


Madrugada
Vi uma bruxa voar,
Cabelo despenteado,
Levitava pelo ar
Parecia um cão alado!

Vi uma bruxa voar,
Cabelo despenteado,
Estava a rir e a chorar
Com agrado e desagrado!

Vi uma bruxa voar,
Cabelo despenteado,
Dei-lhe um pontapé no ar
E voou um bom bocado!

Pôs-se, então, muito bonita,
Como a lua prateada,
Cabelos longos com fita,
Jovem como a madrugada!

E com a boa magia
Dessa bruxinha formosa,
Acordei sentindo o dia,
Beijada por uma Rosa!
Maria do Céu Ferreira, 63 anos, Amarante
Desafio nº 149 ― ficção e realidade

Sem comentários:

Publicar um comentário