30/01/19

Susana Dias ― desafio 162

Houve um tempo cinzento na minha vida.
Colhi muitas pedras, o que me levou a uma reconstrução interna profunda. Foi preciso muito esforço para recuperar a minha terra, o meu eu.
Ajudaram nessa reconstrução as minhas pessoas e a sua capacidade de doação. São a lenha para o fogo que alimenta todo o meu ser. Foi com elas e por elas que voltei a ser capaz de olhar para o céu com nuvens e estar em paz.
Susana Dias, 42 anos, Caldas da Rainha
Desafio nº 162 ― pedra, nuvem, terra e lenha como indutoras

Sem comentários:

Publicar um comentário