23/04/19

Isabel Lopo ― desafio 170


Que SACO! Cada vez que chego a CASA tropeço naquele SAPO nojento... Desconfio que é o meu vizinho PACO que o pousa mesmo ao pé da minha porta para me taquinar. Tenho-lhe cá um ASCO... Juro que me vou vingar. Vou convidá-lo para jantar no Domingo e, quando no fim lhe disser que a SOPA era feita de SAPO, quero ver aquele CACO de gente a fugir todo enjoado! Que belo presente de PÁSCOA lhe vou dar...
Isabel Lopo, Lisboa
Desafio nº 170 ― letras de Páscoa

Sem comentários:

Publicar um comentário