06/06/19

Grandes miúdos em destaque

Existe uma vontade de nos expressar, mais concretamente uma vontade de libertar. Libertar a fúria que se suspende dentro de todos com uma chama impossível de ver, mas quando se liberta apenas pega fogo a tudo aquilo que encontra. Libertar a nossa alegria, um sorriso, é a melhor maneira de demonstrar a felicidade, sendo que pode ter mais veneno do que uma cobra. Libertar o animal que temos dentro de nós. Eu tenho uma pena, e tu?
Maria João F., AE D. Lourenço Vicente, prof Rosalina Simão Nunes
Desafio nº 1 – palavras impostas: pena, sorriso, fogo

Se as casas pudessem voar
eu iria mesmo viajar
para a terra do meu pensar:
muito tenho para imaginar.

Uma casa de encantar
cheia de coisas de admirar
colorida do teto ao chão
rosa-salmão.

É uma casa interessante
comprada a um feirante;
tem um canteiro no jardim
cheira a bolas de Berlim.

Em minha casa vive a minha irmã
que só fala comigo de manhã.
Quando há festa das pequeninas 
a minha irmã brinca com as meninas.
Vasco S., 5ºB, Escola Dr. Costa Matos, Gaia, prof Cristina Félix
Desafio nº 35 – partindo de dois versos de autor
“Se as casas tivessem asas”, de Luísa Ducla Soares

Sem comentários:

Publicar um comentário