06/10/19

Mónica Marcos Celestino ― desafio 183

A rua Laura
Um lôbrego silêncio invadia,
come a grama amarga,
a rua Laura,
outrora cheia de vida.

A pouco, pouco, languesciam
nos seus desbranqueados casarios
os mornos tristes sons
de pretas saias revestidos.

Sonolenta, taciturna e calada,
bocejava ao raiar o dia,
deixando na alma surpreendida
o seu cheiro da saudade.

Uma calma quietude lá vivia
qual se o tempo
quisesse, com afã, reter
à luz azul da madrugada.

Quem, ó rua Laura,
o teu mistério
não irá reviver?
Mónica Marcos Celestino
, 47 anos, Salamanca (Espanha)
Desafio nº 183 ― 3 ou mais palíndromos no texto

Sem comentários:

Publicar um comentário