16/06/20

Elsa Alves ― desafio 22


FREQUENTEMENTE SOPRAVAM VENTOS TURBULENTOS...
A pior recordação da sua infância: os pais a discutirem. Ela, acalmando a irmãzinha escondendo-a das palavras feias, fugindo da violência que escurecia a luz vinda da porta do quintal. Com sorte, aparecia a vizinha. Numa corrida, levava-as, às escondidas, para o conforto da sua cozinha. O copo de leite, o pão com marmelada. A mãe, aparecendo, envergonhada. As nódoas negras. "O chão molhado... escorreguei nos brinquedos das miúdas..."
TURBULENTOS VENTOS SOPRAVAM FREQUENTEMENTE...
Elsa Alves, 71 anos, Vila Franca de Xira
Desafio nº 22 – frase simétrica

Sem comentários:

Publicar um comentário