01/07/20

Elsa Alves ― desafio 35

DESCONFIO DOS POETAS. Dos que fazem do azar uma espécie de sorte. Dos que têm a mania de andar perdidos. Que persistem em não se encontrar. Tingidos de amargura. Alegria? Nenhuma. Só melancolia. Não se dão com pessoas. Só com cães ou gatos. Febris. Com tendência para os desamores. Felizmente, alguns são coloridos. Usam tons quentes. Palavras de cores fortes, primárias. Poetas iguais a pintores. PARA DELACROIX O INIMIGO DE TODA A PINTURA ERA O CINZA.
Elsa Alves, 71 anos, Vila Franca de Xira
Versos de Inês Lourenço e Jorge Sousa Braga
Desafio nº 35 – partindo de dois versos de autor