10/07/20

Elsa Alves – desafio 43

Intensa aquela obsessão com o azul. Os gregos antigos não tinham nome para a cor azul. Mas ela existia. Não sabiam explicá-la. Nem ele. O que sentia por Beatriz era... azul. Ela ria-se. Deitava para a piscina gotinhas de água com o regador: o azul mantinha-se. Formavam-se círculos. Primeiro, pequenos, depois grandes. Como o seu amor por ela. Uma vez recitara-lhe: “o meu olhar azul como o céu...” (citando o poeta). Ela desconhecia Pessoa!!! Rira-se e beijara-o.
Elsa Alves, 71 anos, Vila Franca de Xira
Desafio nº 43 – imagem de uma gota a cair numa superfície lisa de água

Sem comentários:

Publicar um comentário