25/07/20

Fernanda Malhão – desafio 68

Tinha escrito aquele texto com tanto carinho, sentia-se mesmo inspirada, sorria e suspirava enquanto escrevia! Todo o seu coração estava ali representado em palavras. Mas o insensível leu-o e teve o desprezo de dizer que nunca tinha lido algo tão ridículo lido em toda a vida. Amarrotou a folha e deito-a com violência ao lixo, mas não acertou no alvo. Saíram os dois de rompante, um para cada lado. Desataram de vez o laço que os unia.
Fernanda Malhão, 44 anos, Gondomar
Desafio nº 68 – imagem de uma folha amarrotada

Sem comentários:

Publicar um comentário