16 fevereiro 2016

Portas ou frestas?

Não que aspire por um susto ou tombo, é apenas surpreender-se com tantas janelas ao sol, cortinas voejando.
Corações borboleteando por aí, entrando por portas, frestas, não importa se reais ou de sonhos.
Quando a vontade sobrepõe o medo, covardia e a incerteza se ocupam de partir e se abre um leque em cores diversas, um jardim de girassóis, sol que não quer se esconder.
É o sonho que vira vida, real, com todas as nuances possíveis.

Roseane Ferreira, Estado do Amapá, Macapá, Extremo Norte do Brasil
Desafio RS nº 34 – frase de Mia Couto


Sem comentários:

Enviar um comentário