03 julho 2018

Catarina Rosa ― desafio 18


Esperei por ele junto ao terminal rodoviário. Quinze minutos. Guardava somente algumas memórias do nosso amor, todas elas fugidias. Escapava-me o sentido de amá-lo tanto, recordando tão pouco, e, talvez por isso, assombrava-me a ideia do reencontro. Dez minutos. Sentei-me e analisei as hipóteses mais racionais: fingir-me alheia à chegada do autocarro e esperar dele a primeira abordagem, ou dirigir-me a ele, forçando uma falsificada descontração. Cinco minutos. Ou ir embora. Um minuto. Levantei-me e fui embora.
Catarina Rosa, 19 anos, Portimão
Desafio nº 18 – palavras proibidas: não que mas pois como verbos: estar + ser

Sem comentários:

Enviar um comentário