23/04/19

Alda Gonçalves ― desafio 170


Coas fermento para um bom pão azimo fazer a festa e não é tudo. Até dá asco tanta saca de amêndoas doces. Poça de virtude e ocas de tanto açúcar.
E no paço o som do sapo eleva-se do lago enquanto a noite é um caso de sombras. Das tradições antigas soa a palavra Páscoa. São pós de Primavera com asas de andorinha à solta pela copa mais alta.
Após cada ano, o Paco traz uma soca.
Alda Gonçalves, 50 anos, Porto
Desafio nº 170 ― letras de Páscoa

Sem comentários:

Publicar um comentário