17/04/19

Ana Paula Oliveira ― desafio 169


Não aguentei ver-te ali deitada, inerte, entregue a um anjo que te queria levar com ele. Quis gritar, mas… calei-me e chorei.
Daquilo que me lembrei? De todas as histórias partilhadas, da tua gargalhada sonora, do teu saber, mas sobretudo uma coisa ficou e ficará sempre: a tua força contagiante. Qualquer obstáculo que surgia não era impedimento para avançares e ires à luta.
O que dizer mais? Podia continuar aqui a escrever, mas as lágrimas não permitem.
Ana Paula Oliveira, 58 anos, S. João da Madeira
Desafio nº 169 ― frase ao contrário

Sem comentários:

Publicar um comentário