29/04/19

Graça Pinto ― desafio 170

casa da árvore conhecida pela sua copa imponente, sempre dava motivo a encontros com amigos. Na Páscoa com o velho Paco partilhava-se essa sombra, num farnel preparado por Odete que deixava sobre a mesa. Panela de sopa, saco de pão, e púcaro de vinho que não podia faltar. Ao entardecer, mesmo que o tempo esfriasse colocaria a sua capa e rendidos ao efeito do vinho, murmuravam palavras ocas, acabando sempre por sucumbir à velha sesta. 
Graça Pinto, 60 anos, Almada
Desafio nº 170 ― letras de Páscoa

Sem comentários:

Publicar um comentário