14/09/19

Natalina Marques ― desafio 184

Tenho saudades daquele menino que jogava à bola, enquanto sua mãe lia um livro à minha sombra.
Deve estar crescido, já deve andar na escola, deve estar um homenzinho. Espero que, no futuro, seja um homem de bem.
Nesse tempo tinha sonhos, um deles, era ser um carrossel, um baloiço ou um cavalinho num parque para ele e outros meninos brincarem.
Agora, nada me resta, a não ser uma lareira onde possa aquecer os corações de alguém.
Natalina Marques, 60 anos, Palmela
Desafio nº 184 ― monólogo de lenha

Sem comentários:

Publicar um comentário