28/06/20

Rosibel N ― desafio 41

Encontro-me só, a deambular pelas ruas,
E com os meus dois olhos de marioneta
Observo as suas estruturas,
Tendo de cada detalhe o significado de ser lisboeta.

Todas elas transbordam artes,
Esbeltas e arrebatadoras que lá me prende
Ao sentimento dos que passaram antes
Como se me dissessem, criança olha e aprende.

Vejo tudo além das culturas,
E tudo o que as pessoas dão valor
 sem se deixar levar pelas ruturas,
mantendo vivo todo o seu calor.
ROSIBEL N., 19 anos, Escola Gustave Eiffel – Venda Nova, Turma 544, Amadora, prof. Isabel Fortunato
Desafio nº 41 – a propósito do Dia do Livro

Sem comentários:

Publicar um comentário