20/07/20

Helena Rosinha - desafio 213

Reagi mal, claro! Perante aquela figura — cabelo escorrido até ao peito, olhos atrás dumas lentes de garrafa, a ponta do nariz a empurrar o lábio superior, as bochechas a esparramarem-se pelo maxilar — só podia reagir mal. 
– Eu, mas como? É assim que me vês?
Então ele disse que via o que ninguém conseguia ver e, por isso, aquela peça representava um amor imensurável. Não sei se percebi, mas fiquei orgulhosa do prémio que alcançou com a “figura”.
Helena Rosinha, 67 anos, Vila Franca de Xira
Desafio nº 213 – imagem de madeira

Sem comentários:

Publicar um comentário