24 julho 2018

Domingos Correia ― desafio 115


Outra noite virá…
Sonhava com a paz que já não encontrava aqui. Fez um pedido ao divino, ansiando que se cumprisse. Adormeceu quase feliz, expectante…
Um campo infinito… corre livremente pela erva verde… braços abertos, imitando as asas do albatroz… depois, sentado com as mãos pousadas nas pernas, sente-se levitar… atravessa uma nuvem branca… sente-se em êxtase… consegue provar o gosto da paz… Que felicidade!...
Deixa a contragosto este sonho e fica a sonhar com aquela paz!…
Outra noite virá…
Domingos Correia, 60 anos, Amarante
Desafio nº 115 – frase de Valter Hugo Mãe

Sem comentários:

Enviar um comentário